Indicação: O Som Ao Redor (2012).



Meus queridos!

Primeiramente, desculpem-me por minha ausência nas indicações e em tudo por aqui.
Pois bem... Vim indicar um filme muito bom!

Filme de hoje: O Som Ao Redor.

Da vontade de assistir até realmente assistir durou alguns meses, mas, finalmente assisti. E, como foi bom ter a oportunidade de ver esse longa. Ele lhe puxa pra curiosidade, assim como os sons no filme puxam os personagens.

Com direção de Kleber Mendonça Filho, O Som Ao Redor é considerado um dos melhores filmes de todos os tempos do cinema nacional, ocupando a 15ª posição.

Foi vencedor de dezenas de prêmios pelos festivais mundo afora. Ganhou na 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo: melhor filme; Prêmio Itamaraty: melhor filme; Festival do Rio: melhor filme e melhor roteiro; 4 prêmios no Festival de Gramado: melhor filme (júri popular e crítica), melhor diretor, melhor som; International Film Festival Rotterdam: Prêmio da Crítica; Festival de Cinema da Polônia: melhor filme; Copenhagen International Film Festival: melhor filme; 3º Prêmio Cinema Tropical: melhor filme; 8° Panorama Coisa de Cinema de Salvador: melhor filme; 12º Festival Internacional de Cinema Independente de Istambul: melhor filme; Grande Prêmio do Cinema Brasileiro: melhor roteiro original; Associação de Críticos de Toronto: melhor filme; e, 7 prêmios no 40º Festival Sesc Melhores Filmes: fotografia (crítica), roteiro (público e crítica), direção (público e crítica) e melhor filme.
Bem, de todos esses prêmios que achei, vocês podem perceber que a maioria é de melhor filme, então... hehehe. 

É isso! É arte, e maravilhoso. 




Com Irandhir Santos, Gustavo Jahn, Maeve Jinkings, WJ Solha, Irma Brown, Lula Terra, Albert Tenorio, Nivaldo Nascimento, Yuri Holanda, Clebia Souza.

Direção: Kleber Mendonça Filho.


Eu, João.