O que eles têm pra dizer IX : Izabelle Figueirêdo.

Meus queridos! Tudo em paz?
Bem, hoje é a nona entrevista da primeira temporada da série. Volto a repetir que estou muito feliz com todo o resultado e por ter atingido uma galera bacana. Feliz por ter recebido elogios pela ideia, e, adianto que vamos ter outra temporada (dessa vez com vídeo). Enfim... sem mais... OQETPD.

Episódio IX



Eu, JoãoApresentação?
Izabelle FigueirêdoIzabelle, 25 anos, Pernambuco.

EJ: Qual o maior sonho?
IF: Me estabilizar financeiramente sem precisar deixar de viver.

EJ: Qual foi a maior realização?
IF: Ter concluído já um curso e está próximo de concluir outro.

EJ: Qual foi a maior dificuldade?
IF: Perder uma tia pra o mesmo câncer que minha mãe teve anos atrás. Depois perder um melhor amigo em um acidente de carro e depois uma outra tia (segunda mãe). Isso em questão de um mês de diferença entre cada um.

EJ: O que aprendeu com essa dificuldade?
IF: Aprendi a viver "o hoje", a respeitar, amar e valorizar ainda mais as pessoas ao meu redor.

EJ: O que mudaria no mundo?
IF: Mudaria o descaso das pessoas com animais, as que tratam como objetos ou bichos de pelúcia, que podem ser descartáveis quando quiserem. E, principalmente os maus tratos.

EJ: Como se vê daqui a 10 anos?
IF: Estabilizada, morando em um lugar que eu goste. Curso e pós concluídos. Ainda estudando.

EJ: O que te tira a paz?
IF: Problemas relacionados à família.

EJ: O que te traz a paz?
IF: Olhar o mar durante um certo tempo. Principalmente se for à noite.

EJ: Izabelle por Izabelle?
IF: Louca e, mesmo assim, pé no chão. 

EJ: Uma mensagem! O que tem pra dizer às pessoas?
IF: O que tenho a dizer? Menos palavras, mais gestos e atitudes.

EJ: Um trilha pra essa conversa?
IF: System Of A Down - Toxicity.


Que cada dia que vier, a força do mundo seja igual a sua.


Eu, João.