Vida


Eu ouvi a sua voz, nem sei o que senti naquele instante. Parecia que o mundo tinha sumido, todos os problemas que habitam nele também. Era só você e eu, e só. 
O holofote que iluminava a solidão tinha se apagado. Partiu para algum lugar que nem sei onde. Se foi.
E a graça da vida bela se fez presente, caindo como uma chuva no campo. Regando todas as sementes que plantei enquanto te esperava, no meu chão seco de vida. Tudo se fez flor, coração e amor.
Só há bem e mais querer de querer te ver dançar. Sorrindo no meu jardim, sendo vida.



- Inspirado em Assum Branco, de Zé Miguel Wisnik

Eu, João.