Dias atrás


Ela me disse adeus. Eu disse que esperava vê-la feliz algum dia, em algum outro lugar, como deveria ser. Por toda dor que fiz, ela me disse adeus.
Era o que eu precisava ouvir. A dor de perder era o que eu precisava sentir. Pra talvez perceber que não somos tão fortes assim.
Um beijo, um adeus...
Uma despedida. Não era a mais perfeita delas. Era apenas a única que poderíamos ter.
O silêncio ficou presente, a casa um pouco mais vazia, o céu um pouco mais distante, o mar mais forte; eu, mais triste e um pouco menos dela. E foi assim que aconteceu.
Foi assim que tudo ficou diferente, quando ela me disse adeus.

Eu, João.