Convite


Deita aqui ao meu lado
Vem pra cama
Vem que meu corpo te chama
E clama pelos beijos teus
Não se contenha
Me ama

Ama o corpo que inflama
Ao sentir o gosto dos teus lábios
Chega aqui nos meus braços
Deita
Faz de mim tua moradia
Ilumina esse cômodo com teus olhos
Que me dão paz 
Faz de ti meu abrigo
Abriga-me no conforto de teu amor
E que meu amor
Para ti seja fortaleza
Encaixe perfeito
Ausência de todos os medos.

Eu, João.