Quando ouvi... #4: Bem Mais (Dani Black)

Não importa quem somos, nem importa o que somos. Todos nós estamos suscetíveis a viver momentos de dor. Diariamente, um nova luta. E essas lutas definem o que somos. 
Todos são sonhadores. Nem todos são conquistadores. E é este o sentimento que tenho sempre que escuto Bem Mais: lutar pelo sonho; ser um conquistador.
Muitos desistem. Não os julgo por isso. Cada um sabe o que está passando. Olhar de fora é sempre mais racional. Mas, não é sobre desistir que devo falar. Não é isso que a canção passa. É sobre vencer. Vencer os medos, vencer as batalhas. É sobre acreditar. É sobre continuar caminhando. É sobre ir!
Vejo que sempre queremos ter os mesmos resultados de pessoas que chegaram lá. Queremos ter os números, a forma como vivem. Só que esquecemos das lutas, do sofrimento, das fases difíceis. Esquecemos que não é fácil. Ninguém apenas chegou lá, um trabalho foi feito.
Acredito também que nosso mal é visar que nossos resultados têm de ser exatamente iguais aos dessas pessoas. Nós temos que ter NOSSOS sonhos, NOSSAS lutas, NOSSAS conquistas. Cada um é uma vida. Cada cabeça, um universo. Ninguém é igual!
Devemos sonhar sempre. Devemos lutar por nossos sonhos. E, no final, ter a certeza que apesar das diversidades, tudo valeu a pena. Vamos ver que seguir caminhando nos levará a um bom lugar. 
Aos sonhadores, Bem Mais.

Bem Mais
(Dani Black)

Você vai ver não deve ser assim tão longe
Esse lugar que esconde o que sonha encontrar
Talvez até seguindo a pé pelo horizonte

Alcance o bonde e o bom de estar nesse lugar

Vai se sentir tão leve em paz
Mas muito em breve vai querer bem mais
Bem mais longe
Bem mais longe
Bem mais

Você verá vai revelar um novo enredo
Esse lugar que esconde o que sonha encontrar
E vai suar se levantar da cama cedo
Até que alcance o bonde e o bom de enfim chegar

Vai ser mais livre que é capaz
Mas muito em breve vai querer bem mais
Bem mais longe
Bem mais longe
Bem mais

Reviverá revirará o rumo certo
Moshé marchou desertos fez ao meio um mar
E se manter a mente e coração abertos
Vencendo os medos fatalmente irá chegar


Você vai rir todos os dentes
Serão risos tão ardentes
Tarde ou cedo não será suficiente
E vai querer bem mais









Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.